Blog Top Sites

Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

O Diário do Rio de Janeiro, lançado em 1821, foi o primeiro jornal de anúncios

ganhe brindes e amostras gratisnet
http://amostragratisnet.blogspot.com

EU RECOMENDO !!


O Diário do Rio de Janeiro, lançado em 1821, foi o primeiro jornal de anúncios que surgiu no país, uma espécie de classificados sem ilustração. Anúncios de venda de escravos, imóveis, carroças, artesanato e serviços de profissionais liberais eram predominante não somente no Diário, mas em cartazes, folhetos, painéis na cidade do Rio de Janeiro e em São Paulo. Os anúncios ganham figuras coloridas e textos objetivos no início do século XX, houve até a criação de cartum humorístico de políticos anunciando determinado produto. As primeiras agências de publicidade começaram a se formas a partir de 1914, no início apenas vendiam espaço publicitário para anúncio, depois evoluíram para a elaboração de conteúdo.
Eclética, Pettinati e Edanée foram as primeiras agências a surgirem em São Paulo. Se no século XIX, a exportação agrícola movimentava o mercado nacional, no início do século XX, a instalação da indústria nacional e estrangeira movia o mercado e junto com a chegada de empresas norte-americanas, vieram agências estrangeiras como a Ayer, J.Thompson entre outras.
A crise de 29, não abalou o desenvolvimento da publicidade no Brasil, surgiram painéis de estrada, outdoors e as revistas e jornais se sofisticaram. Na década de 30, orádio trouxe uma nova plataforma de veiculação de anúncios expressos em jingles e programas patrocinados como o Repórter Esso. Depois da Segunda Guerra Mundial, foi criada a Associação Brasileira de Propaganda (ABAP).
Primeira página da primeira edição do Diário do Rio de Janeiro, de 1º de junho de 1821.
Imagem: arquivo Pimentel
Postar um comentário

Postagens populares

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

ganhe AMOSTRAGRATISNET